segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Comprinhas para arranjos de Natal!

Ñão gosto de deixar para para último as compras de natal, bem pelo contrário, fica mais dispendioso, pois as coisas baratas já foram levadas.  Evita a confusão e a agitação. Assim, com muita calma e sem confusão, comprei estes vasinhos em barro para arranjos de Natal. As pinhas foram oferta de uma amiga, tendo muitas mais além destas que estão na mesa.















Casinha típica de Santana

Passagem breve por uma das casinhas típicas de Santana.
Presentemente, as que restam são muito poucas, apenas para cartaz turístico.

As casas típicas de Santana são um ex-líbris do concelho de Santana e um cartaz turístico da ilha da Madeira. Estas casas têm uma forma triangular e são revestidas de colmo. São popularmente conhecidas por casinhas de Santana.
Originalmente, estas casas eram compostas por um sótão, onde se guardavam produtos agrícolas, e por um piso térreo, geralmente área habitacional, que se achava dividida em duas partes separadas por um frontal.
Acredita-se que estas casas sejam vestígios de construções primitivas, feitas de madeira e colmo e, que se encontravam por toda a ilha. Por haver, na região, pouca pedra rija e o clima ser frio no inverno adotou-se esta matéria-prima, possibilitando, também, uma adaptação às estações do ano, frescas no verão e quentes no inverno.



Passeio de domingo a Santana - Fajã Rocha do Navio



Domingo. Amanheceu um dia calmo, de temperatura agradável, muito húmido, contrariando as previsões de tempestade, por motivo da passagem do tufão Ophelia. Previsões que não se concretizaram dado que passou bem distante da nossa Ilha graças a Deus.
Como sempre, a manhã é de culto, seguindo-se depois o almoço num dos restaurantes habituais, os quais vamos variando consoante o fim de semana.
Depois ao almoço decidimos ir a Santana...
A descida de teleférico até à Fajã da Rocha do Navio não se concretizou porque a estação estava fechada para manutenção.
Ficamos pelo miradouro, observando a paisagem e agradecendo a Deus por tão magnífica vista.


O Teleférico da Rocha do Navio localiza-se na costa norte de Santana. Esta viagem de 5 minutos a descer até à Fajã da Rocha do Navio é deslumbrante: aqui encontrará vinhedos, bananais e uma das Reservas Naturais da Madeira (Rocha do Navio).

Este teleférico foi construído em 1997, principalmente para os agricultores locais poderem mais facilmente aceder às suas plantações. Hoje em dia o Teleférico da Rocha do Navio está aberto aos visitantes para poderem explorar e admirar esta paisagem e natureza lindíssimas.


terça-feira, 10 de outubro de 2017

Porto Santo, no centro da Vila Baleira

Uma palmeira com pouco mais de um metro e meio, assim, carregadinha de tâmaras..
Apanhamos algumas e provamos, desconfiados, não tivesse ela algum produto tóxico, mas, tudo bem, nada de mal nos sucedeu...


Rumo ao Porto Santo (1)




Há já algum tempo que tiramos a primeira parte das férias.  Sentiamo-nos cansados e decidimos fazer uma pausa para relaxar e... decidimos rumar até à Ilha do Porto Santo. O mar estava um pouco encrespado, vento e o barulho que se ouve é do vento e do motor do barco....
Semana feliz para todos..

Promoções.... live simply

Uma das coisas que eu gosto é de comprar peças de vestuário e calçado nas promoções ou nos saldos. E esta blusa, que eu acho linda, comprei-a por metade do preço...gosto do padrão, florido, simples para acompanhar com umas calças de ganga ou umas calças brancas...
Uma semana abençoada para todos.






Mas, lembrem-se do Senhor, o seu Deus, pois é ele que dá a vocês a capacidade de produzir riqueza, confirmando a aliança que jurou aos seus antepassados, conforme hoje se vê. 
Deuteronômio 8:18 

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Gratidão!

Todos os dias a vida se transforma.
Momentos como estes fazem o  meu coração trasnsbordar de gratidão. De agradecer a Deus pelas bençãos de cada dia.
O verão acabou e lentamente deu lugar ao outono.Serão momentos de quietude e introspeção.  Serão dias mais curtos, com as primeiras chuvas e vento...




















Lugar plácido... descendo de teleférico....



Dia lindo. Céu e mar de cor azul
O Miradouro de Achadas da Cruz, com um Teleférico que faz a ligação entre este local e a praia, dá uma excelente vista sobre o Atlântico e a Fajã da Achadas da Cruz.
O Miradouro de Achadas da Cruz, situado no concelho do Porto Moniz, é o local onde se faz a transição entre a costa norte e sul da ilha da Madeira. Neste miradouro encontramos o Teleférico da Achadas da Cruz que faz a ligação entre este local e a praia.
A partir deste ponto podemos usufruir de uma belíssima vista sobre o mar, os terrenos agrícolas e a Fajã da Achadas da Cruz.















Aproveitando as oportunidades e sendo grata a Deus por todas as  maravilhas.
São nas pequeninas coisas  que todos  os dias observo os detalhes da Criação.
Deus é maravilhoso!!!!! 








...


Bolos simples de laranja...


Receita da Net (tudogostoso)

Simples e fácil de confecionar.... saboroso...

Alterei a receita, preparando uma calda de sumo de laranja e derramando por cima do bolo, para ficar húmido, cobrindo com coco, passas e nozes. Ficou uma delícia.... para acompanhar com chá...










Ingredientes:

  • 4 ovos grandes
  • suco de 2 laranjas
  • 1 xícara (chá) de óleo
  • 2 xícaras de farinha de trigo bem cheias
  • 1 xícara de açúcar bem cheia
  • 1 colher (sopa) de fermento bem cheia
  • raspas de laranja.


Modo de preparar:

  • Bata no liquidificador os ovos, o suco de laranja e o óleo.


  • Em seguida adicione o trigo e o açúcar e misture bem até obter uma mistura homogênea.

  • Adicione por último o fermento, mexa por mais alguns minutos e disponha a massa em uma forma com furo central untada e enfarinhada.



Asse em forno médio (180° C), pré-aquecido, por 40 minutos e está pronto.













domingo, 1 de outubro de 2017

Vaidades....

Há muitos anos atrás comprei umas calças plissadas, que mais pareciam uma saia.  As referidas calças tinham um cinto feito com pérolas.  Anos mais tarde, desfiz-me das calças, mas o cinto ficou. Com o passar do tempo, a cinturinha delgadita aumentou um pouco e o cinto deixou de servir. Sempre o achei bonito e não queria desfazer-me dele. Então transformei-o num bonito colar de pérolas...






E como nasci? Por um quase. Podia ser outra. Podia ser um homem. Felizmente nasci mulher. E vaidosa. Prefiro que saia um bom retrato meu no jornal do que os elogios.Tenho várias caras. Uma é quase bonita, outra é quase feia. Sou um o quê? Um quase tudo.
Clarice Lispector

Pare uns minutinhos....

Domingo. Manhã de culto. Almoço fora de casa e um pequeno passeio até à pequena baía de Machico...
Pare uns minutinhos e observe ao seu redor. A Natureza nos presenteia com coisas maravilhosas: flores, pássaros, animais, que alegram nossos olhos...